quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Candidatos a prefeito já gastaram mais de R$ 12 milhões em suas campanhas, diz TSE

Os candidatos a prefeito dos 417 municípios baianos gastaram cerca de R$ 12 milhões em suas campanhas até o dia 2 de agosto, segundo dados divulgados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Disputando 115 prefeituras no Estado, o PMDB foi o partido que mais teve gastos durante o primeiro mês de campanha, com R$ 2,4 milhões em recursos utilizados. 
O segundo partido que mais gastou foi o PT, que possui 210 candidatos e despendeu R$ 2,2 milhões neste princípio de campanha eleitoral. Na sequência aparecem três dos principais partidos da base aliada do governador Jaques Wagner: o PSD e o PP, com R$ 1,5 milhão cada um, além do PDT, com gastos da ordem de R$ 1 milhão. 
Entre os recursos gastos pelo PMDB, cerca de 40% foram de Mário Kértesz, que disputa a Prefeitura de Salvador. 
O candidato foi o que individualmente mais gastou em toda a Bahia - cerca de R$ 1 milhão. A maior parte dos gastos foi com a produção do programa de televisão e publicidade em placas. O segundo peemedebista que mais gastou foi Wilson Costa, candidato em Casa Nova, norte do Estado, com gastos da ordem de R$ 308,4 mil. Seu principal adversário na cidade, o atual prefeito Orlando Xavier (PR) não registrou gastos. 
Entre os petistas, a campanha mais cara até o momento foi a de Ademar Delgado, em Camaçari. O petista - que tenta suceder o atual prefeito e colega de partido Luiz Caetano - gastou cerca de 870 mil, cerca de um terço de tudo que os candidatos do PT gastaram na Bahia. Os recursos foram destinados principalmente para placas de publicidade e contratação de pessoal terceirizado para atuar na campanha. 
Sexto partido que mais gastou na Bahia nesta campanha, o Democratas centrou os investimentos na disputa em Salvador. Os candidatos do partido gastaram até 2 de agosto cerca de R$ 960 mil. Deste total, cerca de 85% - R$ 837 mil - foram consumidos pela campanha de ACM Neto, terceira mais cara de todo o Estado. 
O presidente estadual do PT, Jonas Paulo, afirma que grande parte dos gastos do partido está em municípios que têm propaganda eleitoral na televisão, como Salvador, Feira de Santana, Itabuna e Teixeira de Freitas. 
Santo Estevão na lista do TSE - Os maiores gastos pelo PT registrados até o início do mês, contudo, estão em municípios sem campanha na TV: Camaçari, Santo Estêvão e Santo Amaro.

As informações são do Jornal A Tarde.