segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Operação Pássaro Livre apreende 82 aves em Santo Estevão


Na manhã do último sábado (18), policiais militares da 57ª Companhia Independente de Polícia Militar de Santo Estevão realizaram a “Operação Pássaro Livre”, que resultou na apreensão na feira livre local e no bairro Pau de Vela um total de 82 pássaros silvestres da fauna brasileira, dentre eles espécimes como periquito jandaia, pássaro preto, coleira, pintassilgo, canário da terra, cardeal, vaqueiro, bigode, papa-capim, caboclinho e azulão. De acordo com a polícia as aves estavam acondicionadas em alçapões e gaiolas para serem comercializados ou pendurados na varanda das residências.
O Subtenente Benjamin, que comandou a Operação, informou que não existe pena perpétua no Brasil para criminosos, “então não é justo que animais inocentes sejam condenados a ela”.
Segundo o Major Samuel de Melo, comandante da Unidade Militar, a compra e venda de animais silvestres é ilegal em todo o território nacional, de acordo com a Lei Federal 9.605/98 - Lei de Crimes Ambientais - e os infratores podem sofrer penalidades que variam de um a três anos de detenção e multas.
“A Operação hoje deflagrada vai continuar até conseguirmos extinguir esse tipo de atividade criminosa em nossa região, pois não podemos permitir que o crime continue acontecendo sem que nada seja feito. Inclusive, estamos desenvolvendo um trabalho de conscientização ambiental entre os policiais para que tenhamos maior empenho e êxito nas ações.”, informou o Major.
As aves foram devolvidas à natureza numa área de preservação existente na localidade da Boiadeira, zona rural de Santo Estevão e as gaiolas e alçapões foram destruídos.