quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Santo Estevão: Paralização dos servidores deixa pelo menos 90% dos alunos da rede municipal sem aula


Os servidores municipais não docentes, quem incluem as merendeiras, porteiros, zeladores e secretários escolares paralisaram as atividades na manhã desta quarta-feira (29).
Com o primeiro dia de paralisação, cerca de 90% das unidades de ensino do município ficaram sem aula, a exemplo das escolas Maria Irene Santiago, D. Pedro I - na sede e a Escola Auta Pereira de Azevedo no Sítio do Aragão, afirmou a APLB em Santo Estevão.
De acordo com a APLB Sindicato, a paralisação ocorreu em protesto ao não cumprimento do auxílio plano de saúde, previsto em lei a partir de 23 de março deste ano e segundo a entidade, deveria ser cumprido desde 1º de julho.
Ainda de acordo com a APLB, está prevista uma reunião com o prefeito municipal para a próxima sexta-feira (31), às 15h, onde poderá sair uma definição se a paralisação continua ou não.
As informações da APLB Sindicado - Zonal Vale do Paraguaçu.