domingo, 4 de novembro de 2012

Brasil perde bilhões de reais com crimes cibernéticos, aponta estudo

O Brasil perdeu cerca de R$ 15 bilhões no ano passado por conta de crimes cibernéticos. Os dados são da Norton Symantec, que ouviu 13 mil adultos, com idade entre 18 e 64 anos, em 24 países, desse total 546 foram brasileiros. Entre as principais ações criminosas estão desvios de dinheiro em sites de bancos, interrupção de serviços, invasão de e-mails, troca e divulgação de material de pornografia infantil. De acordo com o estudo, calcula-se que 28,3 milhões de pessoas no Brasil foram vítimas de algum tipo de crime cibernético. Cada um teve prejuízo médio de R$ 562. O montante aferido pela empresa é mais de dez vezes superior ao prejuízo de R$ 1,5 bilhão registrado pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban) em 2011 com esses crimes, com crescimento de 60% em relação às fraudes em serviços bancários via internet e celular, em transações de call center, cartões de crédito e de débito registradas em 2010. As fraudes na internet e no mobile banking, ações praticadas por hackers, custaram R$ 300 milhões. Para os golpes com uso de cartões de crédito pela internet, estima-se o mesmo valor (cerca de R$ 300 milhões). A entidade calcula que as perdas com esses tipos de crimes chegaram a R$ 816 milhões somente nos sete primeiros meses de 2012. Para o delegado da Polícia Federal, Carlos Eduardo Miguel Sobral, o desafio é combater ataques que podem levar a um apagão de acesso à rede mundial de computadores no país com a proximidade de grandes eventos mundiais como a Copa e Olimpíadas. Informações Bahia Notícias