terça-feira, 27 de setembro de 2016



Terminou em confusão a sessão ordinária da Câmara Municipal de Ipecaetá na noite desta segunda-feira (26).

Segundo informações, o tumulto começou quando manifestantes chegaram à Câmara para protestar contra a abertura de uma CPI contra o prefeito e candidato à reeleição Marcell Gomes (PSD).

Ainda segundo informações de testemunhas que estavam no local e de acordo com as imagens que circulam na internet, o presidente da Câmara, Edson Gomes, mais conhecido como Edson de Lô e o vereador Georvardes Junior discutiram com os manifestantes e houve empurra-empurra. Imediatamente vídeos da confusão viralizaram nas redes sociais. 

Também de acordo com informações, um jovem de pré nome Vinícius teria jogado moedas de 5 centavos no chão do plenário, quando os dois vereadores se irritaram e começaram as discussões. Vinícius afirma que foi agredido fisicamente e que já teria ido à delegacia local fazer ocorrência.

Foi preciso o aparato policial para conter a revolta da população que tomaram as principais ruas do centro da cidade, em manifestação contra os vereadores. Para os manifestantes, a CPI não passa de uma estratégia política e chamam de ‘golpe’. "A população não é leiga. Tiveram tanto tempo pra instaurar essa Comissão mas somente às vésperas da eleição isso aconteceu. É simples, basta ver a que grupo político os vereadores que querem a CPI estão", disse a dona de casa Maria da Paixão Passos.

O radialista ipecaetense Lúcio Moura, da Rádio Sociedade AM de Feira de Santana, publicou em sua página no Facebook o vídeo com a multidão protestando na frente da Câmara Municipal. As hashtags #somostodosvinícius, em apoio ao manifestante e #naovaitergolpe ganhou força durante toda a madrugada tanto no Facebook quanto no aplicativo do WhtasApp.